Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Brisa desmente MAI e diz que local das obras na A6 onde morreu operário estava sinalizado

Ministério da Administração Interna não prestou declarações sobre a informação agora avançada pela Brisa.
Correio da Manhã 29 de Junho de 2021 às 15:53
A carregar o vídeo ...
Brisa desmente MAI e diz que local das obras na A6 onde morreu operário estavam sinalizadas
A Brisa, responsável pela manutenção da estrada e que posteriormente contratou os serviços da empresa Arquijardim - onde trabalhava a vítima mortal do acidente com o carro do MAI -, diz que os trabalhos estavam devidamente sinalizados, contrariando o comunicado do Ministério da Administração Interna, que dizia que tinha sido o trabalhador a atravessar a faixa de rodagem que não tinha qualquer sinalização dos trabalhos na via, segundo revela a SIC e como o CM tinha avançado.

O Ministério da Administração Interna não prestou declarações sobre a informação agora avançada pela Brisa. 

Recorde-se que a viatura BMW onde seguia o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, atropelou mortalmente Nuno Santos, de 43 anos. O homem deixou duas filhas menores.

Os trabalhos decorriam ao quilómetro 77,6 da A6. Ao que o CM apurou, Nuno Santos, que era funcionário da empresa Arquijardim, com sede em Fátima, deixou momentaneamente o grupo, que se encontrava no separador central, e atravessou a faixa de rodagem.
Ver comentários