Bruxa condenada devolve 107 mil euros

Vidente de Montemor-o-Novo movimentou contas bancárias de dois irmãos.
Por Mário Freire|17.03.18
Uma vidente de Montemor-o-Velho foi ontem condenada pelo Tribunal de Coimbra a cinco anos de prisão, com pena suspensa, e a pagar 107 mil euros a um casal de irmãos a quem retirou dinheiro das contas bancárias. No prazo de um ano vai ter de pagar já às vítimas, de 66 e 81 anos, dez mil euros de indemnização.

Para os juízes, não há dúvidas de que Fátima Roque movimentou a conta dos ofendidos e fez várias transferências de dinheiro, num total de 109 mil euros. No entanto, usou no bem-estar dos idosos 50 euros em consultas no médico, três mil euros em honorários de um advogado e ainda pagou obras na casa dos dois irmãos. Gastos que serviram de atenuante na decisão do coletivo, para chegar ao valor de 97 mil euros, que a arguida terá de entregar aos lesados. A este valor, acresce a indemnização de dez mil euros.

Para o tribunal não há dúvidas de que a arguida adquiriu vários bens com o dinheiro para proveito próprio, como por exemplo um carro e vários artigos em ouro, "sem autorização e aproveitando-se da humildade do casal", adiantou a juíza.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!