Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Burla com bordados e porcelanas

Um comerciante da zona de Leiria vendeu bordados e objectos de porcelana no valor de 80 mil euros, mas, quando quis receber, deparou-se com uma série de estratagemas que configuravam um crime de burla e falsificação de documentos. O alegado burlão, um homem de 43 anos, já foi detido e, segundo informou ontem a PJ de Leiria, ficou a aguardar julgamento em prisão preventiva.
26 de Outubro de 2010 às 00:30
Usava cheques para burlar
Usava cheques para burlar FOTO: Pedro Catarino

No negócio, que deu origem à investigação, esteve em causa a compra de diversa mercadoria, em especial os bordados e as peças em porcelana. Para pagamento, terá havido entrega de cheques, que mais tarde viriam a ser dados como extraviados.

De acordo com fonte da PJ, o suspeito tem residência na zona metropolitana de Lisboa e antecedentes policiais pelo mesmo tipo de ilícitos. Segundo apurou o CM, ter-se-á disponibilizado para compensar a vítima pelos prejuízos causados, o que, a acontecer, faz extinguir o procedimento criminal.

Leiria Burla Porcelanas
Ver comentários