Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Burla com Euromilhões chega aos portugueses

As autoridades internacionais estão a investigar uma rede que opera a nível mundial e que usa o jogo do Euromilhões para burlar supostos vencedores. Para tal, os burlões enviam cartas para várias moradas e indicam um número de telefone para o qual devem ligar a reclamar o prémio. Quando os ‘vencedores’ respondem, é-lhes exigida uma determinada quantia em dinheiro para gastos de envio. Quem for na conversa paga, mas não recebe dinheiro algum: o prémio não passa de uma fraude.
5 de Março de 2007 às 00:00
Comunidade portuguesa na Austrália tem-se deixado enganar pelos burlões
Comunidade portuguesa na Austrália tem-se deixado enganar pelos burlões FOTO: Vítor Mota
Há duas semanas, Vítor Varela, emigrante na Austrália há 11 anos, recebeu uma carta em casa, na pequena cidade de Perth, que dizia que tinha sido o vencedor do Euromilhões. O documento, com remetente espanhol, indicava a chave que tinha jogado e que o tinha tornado um euromilionário. Fornecia ainda o contacto de um agente que iria tratar do envio do dinheiro.
“Nunca tinha jogado no Euromilhões em Espanha, mas telefonei”, disse ao CM o locutor de uma rádio destinada à grande comunidade portuguesa que habita naquela zona. Quando atenderam o telefone a Vítor Varela, informaram-no de que para receber o prémio de 615 810 euros teria de fazer uma transferência de 1050,54 euros para encargos.
O emigrante suspeitou da conversa e dirigiu-se ao consulado espanhol na Austrália.
Qual não foi o seu espanto quando o cônsul lhe mostrou uma resma de cartas idênticas, entregues por pessoas que resolveram pagar e que nunca receberam prémio algum.
O prémio de Vítor, segundo a carta, deverá ser reclamado até dia 10 de Março. Todos os dias o emigrante é contactado pelo agente para enviar o dinheiro. Mas o emigrante está disposto a não se deixar enganar e já denunciou o caso à PJ portuguesa, para que esta comunique com a congénere espanhola.
“O que me preocupa é que muitos portugueses já se deixaram enganar”, revelou.
"SE NÃO JOGOU, NÃO GANHOU"
Na página de internet Euromillones.com os avisos para casos de fraude alertam para este tipo de cartas. Se receber uma carta, um e-mail ou um telefonema a informar de que ganhou um prémio “não acredite”, lê-se na página.
Segundo a informação disponibilizada, as autoridades espanholas já detiveram alguns suspeitos em Espanha que se dedicavam a este tipo de burla. São de várias nacionalidades, movimentam-se bem geograficamente e atacam, sobretudo, em países dos continentes asiático e americano.
Para que as pessoas acreditem, os burlões utilizam telefones móveis, apartados de correios, direcções provisórias ou falsas (incluindo moradas de organismos oficiais espanhóis), bem como nomes de instituições com prestígio (o Gordo, Euromilhões, a Primitiva, European Lottery Commission, etc.). Também falsificam os papéis impressos e as assinaturas de diversas entidades bancárias.
Os responsáveis pela página da internet alertam: se não jogou, não ganhou. “Os prémios da lotaria espanhola estão isentos de impostos e de encargos”, advertem.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)