Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Burla empresário em 620 mil euros

No anúncio amoroso colocado nos jornais, Maria da Conceição, de 53 anos, dizia ser uma mulher viúva, solitária e herdeira de uma vasta fortuna. Mas, assim que conheceu um rico industrial de móveis, roubou-lhe mais de 620 mil euros. Foi detida anteontem pela PJ do Porto, juntamente com uma amiga. As duas mulheres, que já tinham sido presas em Agosto do ano passado por terem burlado milhares de pessoas com falsos empregos em Angola, ficam a aguardar julgamento na prisão.

21 de Maio de 2011 às 00:30
Uma das suspeitas (de carteira na mão) ao ser libertada, o ano passado
Uma das suspeitas (de carteira na mão) ao ser libertada, o ano passado FOTO: Rui Oliveira

O esquema de Maria da Conceição, que já tinha burlado dois homens, um deles em mais de 750 mil euros, começou em Outubro do ano passado. O industrial de móveis respondeu ao anúncio dos jornais e combinou um encontro com a mulher, que dizia ser engenheira e herdeira da empresa Bic. Cinco dias depois, Maria da Conceição pediu 14 mil euros ao empresário, disse-lhe que lhe tinham congelado a fortuna e que em breve lhe devolveria a quantia. Dois dias mais tarde voltou a pedir dinheiro, desta vez 25 mil euros.

Ao longo do tempo, a mulher foi pedindo ao industrial cada vez mais dinheiro e convenceu-o a que fosse morar com ela. Para a moradia levou a amiga, Maria José, uma solicitadora que se fazia passar por secretária, e o marido e a filha, que se faziam passar por empregados. Iludido, o empresário entregou-lhe elevadas quantias e vendeu--lhe mobílias, das quais nunca recebeu o dinheiro. Maria da Conceição tentou também vender uma casa com uma procuração falsa.

O industrial começou a desconfiar da mulher e denunciou o caso às autoridades.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)