Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Burlão das notas confessa crimes

Valdemar Castro está a tirar uma licenciatura na cadeia.
Ana Isabel Fonseca 20 de Abril de 2018 às 08:56
Valdemar Castro
Valdemar Castro
Dinheiro
Valdemar Castro
Valdemar Castro
Dinheiro
Valdemar Castro
Valdemar Castro
Dinheiro
Valdemar Castro, que ficou conhecido como o ‘burlão das notas de 50’, confessou esta quinta-feira no Tribunal de S. João Novo, no Porto, ter cometido cinco crimes de burla, entre 2015 e 2016, em Rio Tinto, Ermesinde e Valongo.

O arguido, que está a cumprir oito anos de cadeia por crimes semelhantes, alegou que, após a morte da mulher, "ficou sem chão".

"Perdi a minha empresa, comecei a consumir droga e entrei no mundo do crime", disse o engenheiro civil, de 44 anos, que está a tirar na cadeia uma licenciatura em Ciências Sociais.

O arguido entrava em estabelecimentos e pedia que trocassem uma nota de 50. Fugia depois com o dinheiro, sem dar qualquer nota.

O irmão do arguido também estava acusado, mas foi declarado contumaz e será julgado à revelia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)