Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Burlão que enganou três médicos condenado a pena efetiva

Arguido dizia ser milionário, mas Nuno Matos, presidente do coletivo de juízes diz que se tratava, afinal, de um "falso milionário".
Ana Isabel Fonseca 3 de Novembro de 2021 às 15:05
António Coelho vai ser ouvido
António Coelho vai ser ouvido FOTO: CMTV

Foi condenado a 5 anos e meio de cadeia, o empresário que burlou três médicos em mais de 300 mil euros com um negócio que estaria a desenvolver de um chip injetável que permitia detetar precocemente o cancro.

O coletivo de juízes do tribunal de São João Novo, no Porto quer ainda que o burlão, António Coelho, indemnize as vítimas em 300 mil euros.

O arguido, agora condenado à pena de prisão efetiva, dizia ser milionário, mas Nuno Matos, presidente do coletivo de juízes diz que se tratava, afinal, de um "falso milionário".

Respondia por burla e falsificação de documentos. Além dos três cirurgiões, enganou ainda outros dois empresários.

António Coelho São João Novo Porto crime lei e justiça punição / sentença crime económico fraude
Ver comentários