Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Burlão sénior tinha nove identidades

Um indivíduo, presumivelmente italiano, de 68 anos, residente em Estoi, nos arredores da capital algarvia, foi anteontem detido pela Directoria de Faro da Polícia Judiciária (PJ) por suspeita de envolvimento na contrafacção de cartões de crédito e de falsificação de documentos.
14 de Março de 2007 às 00:00
Sexagenário actuava na região há três meses e ainda não está identificado. Tinha muitos documentos
Sexagenário actuava na região há três meses e ainda não está identificado. Tinha muitos documentos FOTO: Natália Ferraz
As autoridades apreenderam-lhe mais de noventa cartões, na sua maioria de crédito, uma viatura automóvel, cinco telemóveis e nove bilhetes de identidade em branco da República Italiana.
As investigações prosseguem, estando os inspectores da PJ a ter alguma dificuldade em identificar positivamente o sexagenário, uma vez que apresenta vários nomes, sustentados por diversos documentos identificativos que tinha em seu poder.
“Supomos que será um indivíduo com cadastro, relacionado com outras burlas, mas as investigações em curso irão apurar todos os contornos desta detenção”, explicou ao CM, Amável de Sousa, coordenador da Secção Regional de Investigação de Corrupção e Criminalidade, Económica e Financeira (SRICCEF) da PJ.
LEVANTOU 60.000 EUROS
Aquele investigador adiantou que o presumível burlão actuava desde o final do ano passado em instituições de crédito, privilegiando as zonas de Faro e de Loulé.
A colaboração destas entidades burladas permitiu, desde já, apurar o montante de 60 000 euros como prejuízo efectuado em levantamentos ilícitos com cartões de crédito contrafeitos ou obtidos com identidades falsas nos últimos meses.
“Além disso, suspeitamos que alguns dos artigos de ourivesaria e relojoaria que tinha na sua posse tenham sido adquiridos de forma fraudulenta”, esclarece Amável de Sousa, que salienta os mais de 90 cartões apreendidos, “um recorde nos últimos tempos”.
O detido foi ontem presente ao Tribunal de Loulé não sendo conhecidas, até ao fecho desta edição, as medidas de coacção.
SUSPEITO OSTENTAVA VIDA LUXOSA
O indivíduo agora detido pela Polícia Judiciária (PJ) vivia sozinho numa vivenda na freguesia de Estoi, nos arredores de Faro. A PJ apreendeu-lhe um automóvel topo de gama (Jaguar) onde, habitualmente, se fazia transportar. A maior surpresa dos investigadores foi a descoberta de mais de nove dezenas de cartões, na sua maioria de crédito, contrafeitos, ou obtidos através das suas diversas identidades falsas, que lhe permitiram levantar, nos últimos meses, em diversas instituições bancárias, cerca de 60 000 euros. As autoridades estão a investigar o modo de obtenção dos artigos em ourivesarias e relojoarias, igualmente apreendidos, que o detido tinha na sua posse.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)