Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Cabo Verde atribui 'Crachá de Prata' à PJ

O Governo de Cabo Verde atribuiu o 'Crachá de Prata' à Polícia Judiciária de Portugal e ao respectivo director, José Maria de Almeida Rodrigues, pelo "reconhecimento da qualidade da cooperação técnica na formação do pessoal" desde 1994.
30 de Novembro de 2012 às 10:38
Polícia Judiciária de Cabo Verde
Polícia Judiciária de Cabo Verde FOTO: d.r.

A distinção está contida num despacho publicado no Boletim Oficial, em que se destaca a qualidade das relações entre as polícias judiciárias dos dois países, com particular destaque na área de formação.

José Maria de Almeida Rodrigues, licenciado em Direito, é coordenador de investigação criminal da Polícia Judiciária portuguesa, tendo sido um dos três directores nacionais adjuntos no mandato do seu predecessor, Santos Cabral.

A par de Luís Neves, é também o actual responsável da Direcção Central de Combate ao Banditismo (DCCB) da Polícia Judiciária.

As relações de cooperação entre as duas polícias científicas remontam a 1994, com a PJ portuguesa a organizar acções de formação de agentes e inspectores da congénere cabo-verdiana.

A corrupção económica e financeira, o branqueamento de capitais, o tráfico de estupefacientes por via marítima e aérea e a análise de informação são as principais áreas de intervenção da cooperação da PJ portuguesa à congénere cabo-verdiana.

Polícia Judiciária PJ Cabo Verde agentes inspectores
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)