Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Cabra come flores no cemitério

A maior parte das campas no cemitério paroquial de Fareja, em Fafe, já está ornamentada com flores de plástico. Tudo por culpa de uma cabra que desde o início do mês se tem ‘entretido’ a comer as plantas naturais deixadas nas campas pelas famílias dos defuntos. O presidente da junta de freguesia, Armando Teixeira, já fez várias diligências para capturar o animal, mas, até agora, não teve sucesso.
30 de Janeiro de 2012 às 01:00
Populares procuram a cabra
Populares procuram a cabra

Um morador da aldeia garantiu ao Correio da Manhã que a cabra tem dono. "Vive aqui perto e não vem buscá-la porque não quer", garantiu Paulo Silva.

A ‘aventura’ da cabra tem sido o tema dominante das conversas na aldeia.

"Nunca a vi, mas o meu marido já a viu no cemitério e até andou com outros homens a tentar apanhá-la, mas ela acabou por conseguir fugir", referiu Maria Amorim, moradora em Fareja.

CABRA CEMITÉRIO FLORES FAFE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)