Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Cadastrado abusa de duas meninas

A aguardar julgamento em liberdade por raptar e abusar de uma menor, o predador sexual não parou com a actividade criminosa. Entre Novembro do ano passado e Janeiro, abusou novamente de duas meninas, de 11 e 13 anos, junto à Escola EB 2,3 de Vila Franca de Xira. Foi denunciado e anteontem detido pela Polícia Judiciária de Lisboa.
18 de Fevereiro de 2011 às 00:30
CADASTRADO, PEDOFILIA, ABUSO SEXUAL, VILA FRANCA DE XIRA, RAPTAR
CADASTRADO, PEDOFILIA, ABUSO SEXUAL, VILA FRANCA DE XIRA, RAPTAR FOTO: Ricardo Cabral

O abusador foi ontem presente a tribunal, mas desconhecem-se as medidas de coacção aplicadas. A PJ está a investigar o caso e tem fortes suspeitas de que outras crianças tenham sido vítimas dos instintos sexuais do predador.

Tal como no primeiro crime, o homem aproveitou-se do facto de trabalhar junto à escola para seleccionar as vítimas. O abusador fazia uma verdadeira ficha das crianças. Controlava as suas rotinas, os horários escolares, sabia onde moravam, quem eram os seus amigos e de que forma se deslocavam para casa.

A 10 de Novembro do ano passado, após seguir durante vários dias todos os passos de uma menor, de 11 anos, o predador escolheu a hora de atacar. Seguiu a criança, que se dirigia para casa a pé, e forçou-a a entrar no seu carro. Já num local isolado, o cadastrado forçou a menina a manter actos sexuais durante várias horas. Para além de tocar em várias partes do corpo da menor, forçou-a a masturbá-lo e a praticar sexo oral.

Depois de abusar da criança, o predador abandonou-a junto à escola e ameaçou-a novamente, desta vez pB ara que permanecesse em silêncio.

Mais de dois meses depois, a 28 de Janeiro, o homem fez uma nova vítima, de 13 anos. O método utilizado foi o mesmo da primeira vez. A menina decidiu, no entanto, não ficar calada e relatou aos pais todo o sofrimento a que tinha sido sujeita. As autoridades foram de imediato alertadas. Por esta altura, também a criança mais nova tinha já denunciado o homem aos familiares.

IMPORTUNADOR SEXUAL PRESO E CONDENADO

Um homem de 29 anos foi anteontem condenado a quatro meses de cadeia, com pena suspensa, e proibido de frequentar o Casal da Silveira, Odivelas, depois de ter sido preso pela PSP quando se masturbava em frente a uma mulher de 38 anos. O detido conheceu a rotina da vítima e, pelas 02h45 de quarta-feira, na Rua General Humberto Delgado, Casal da Silveira, estacionou o carro e escondeu-se num ermo, onde esperou pela vítima. Quando esta passou a pé, o suspeito saltou-lhe ao caminho e correu atrás dela enquanto se masturbava. A PSP já conhecia a rotina do homem, tendo uma brigada prendido o suspeito ainda nas imediações do local do ataque. Referenciado por outras situações semelhantes, o detido foi julgado pelo Tribunal de Pequena Instância Criminal de Loures.

PRIMEIRO CRIME FOI TAMBÉM JUNTO À ESCOLA

O primeiro crime cometido pelo abusador durante o ano passado ocorreu também junto à escola EB 2,3 de Vila Franca de Xira. O homem já trabalhava nas imediações quando raptou e abusou de uma menina. A criança denunciou o caso e o predador foi ouvido no tribunal de Vila Franca de Xira. O juiz libertou-o e também não o impediu de voltar a aproximar-se da escola.

A conviver diariamente com menores, o homem não controlou os instintos sexuais. Continuou a vigiar as crianças, a seguir todos os seus passos e a memorizar as rotinas. Assim que teve uma oportunidade, fez uma nova vítima.

CADASTRADO PEDOFILIA ABUSO SEXUAL VILA FRANCA DE XIRA RAPTAR
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)