Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Cadastrado gera pânico em Vagos

Júlio ‘Latas’ fez vários furtos e até roubou porco à mãe.
Francisco Manuel 6 de Junho de 2018 às 08:34
Bar Pica-Pau foi assaltado ao início da madrugada de ontem
Bar Pica-Pau foi assaltado ao início da madrugada de ontem FOTO: CMTV
"Vivemos em sobressalto com este clima de insegurança e não sabemos qual será a próxima loja a ser assaltada", desabafou a comerciante Conceição Lima, uma de várias vítimas da vaga de furtos que, há cerca de duas semanas, está a deixar a população da Vagueira, Vagos, "à beira de um ataque de nervos".

O suspeito é Júlio Graça, um cadastrado de 41 anos conhecido por ‘Latas’.

Desde que saiu da cadeia, no início de maio, já foi captado várias vezes por câmaras de videovigilância dos estabelecimentos que assalta. Há cerca de uma semana, roubou um porco desmanchado à mãe e foi vendê-lo. Antes, agrediu a progenitora e arrancou-lhe um fio em ouro.

Ontem, ao início da madrugada, assaltou o bar Pica-Pau. "Partiu o vidro da porta, foi à caixa registadora, levou os quatro euros que ali havia, pegou em vários pacotes de batatas fritas e foi visto por um vizinho quando fugiu", contou ao CM Pedro Filipe, dono do bar.

Júlio ‘Latas’ atua quase sempre sozinho, mas, por vezes, leva dois cúmplices. A GNR está a investigar, mas os moradores exigem respostas rápidas para esta onda de insegurança.

PORMENORES 
Poucas lojas escapam
Suspeito é conhecido na praia da Vagueira, onde, nas últimas duas semanas, já fez mais de uma dezena de assaltos. Cafés, lojas de utilidades, supermercados, floristas, bares e frutarias, nada escapa a Júlio ‘Latas’.

Entra e pede um euro
Nos dias que antecedem alguns dos assaltos, o suspeito entra nas lojas e pede uma moeda de um euro. Como já é conhecido por todos, após cumprir sete anos de prisão por furtos, ninguém lhe dá dinheiro. Normalmente, as lojas que ronda são as próximas a serem atacadas.
Ver comentários