Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Cadeia distribui facas usadas em agressão

Grupo de seis reclusos escolhido para descascar alhos posto a trabalhar numa área sem vigilância.
Miguel Curado 10 de Setembro de 2017 às 09:03
Estabelecimento Prisional do Funchal
Facas usadas pelos reclusos
Estabelecimento Prisional do Funchal
Facas usadas pelos reclusos
Estabelecimento Prisional do Funchal
Facas usadas pelos reclusos
A direção da cadeia do Funchal distribuiu facas a um grupo de seis reclusos escolhidos para cumprir uma encomenda de descasque de alhos e segurelha (uma erva aromática) feita por uma empresa privada à Direção-Geral dos Serviços Prisionais.

O grupo foi colocado à margem da restante população prisional, a trabalhar numa zona de uso exclusivo de guardas. Numa dessas sessões de trabalho, dois reclusos envolveram-se numa discussão, tendo um esfaqueado o outro pelas costas com a faca fornecida pela cadeia.

No momento da rixa, ocorrida pelas 10h30 de 30 de agosto, não havia guardas a vigiar. Ao que o CM apurou, foi um chefe que se apercebeu da situação e teve de obrigar os reclusos a atirar as facas para o chão, algemando o agressor e providenciando socorro para o ferido, que ainda está internado. O autor da agressão está fechado numa cela disciplinar.

Os serviços prisionais admitem a distribuição das "pequenas facas", mas sublinham que "foi feita com supervisão". A mesma fonte não foi explícita quanto à falta de vigilância, referindo que "os trabalhadores estavam a trabalhar próximo de postos de vigilância".

Já há menos de 4 mil guardas prisionais 
Para o Sindicato Nacional da Guarda Prisional, a rixa sem vigilância ocorrida na cadeia do Funchal é "mais um exemplo da falta de guardas".

"O mapa de pessoal da Guarda Prisional que consta no orçamento de Estado para 2017 previa um número de 4903 profissionais. Agora, e pela primeira vez, já baixámos dos 4 mil (3892). Há ainda cerca de 600 guardas com idade para passar à pré-reforma e reforma", disse Jorge Alves, líder do sindicato.
Funchal Direção-Geral dos Serviços Prisionais crime lei e justiça prisão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)