Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Cadela ladra sem parar e salva família das chamas

Tragédia provocou 62 mortos e 62 feridos.
19 de Junho de 2017 às 03:16
A cadelinha ‘Giovanna’ ladrou sem parar até os donos acordarem
Incêndio em Pedrógão Grande
Pedrógão, população, abandonar, casas, GNR, estradas, fechadas, chamas
Carros destruídos em Pedrógão
Muitos corpos foram encontrados dentro de carros. Vítimas tentavam fugir quando foram cercadas pelo fogo em Pedrógão Grande
Muitos corpos foram encontrados dentro de carros. Vítimas tentavam fugir quando foram cercadas pelo fogo em Pedrógão Grande
Muitos corpos foram encontrados dentro de carros. Vítimas tentavam fugir quando foram cercadas pelo fogo em Pedrógão Grande
Trágico incêndio em Pedrógão Grande
A cadelinha ‘Giovanna’ ladrou sem parar até os donos acordarem
Incêndio em Pedrógão Grande
Pedrógão, população, abandonar, casas, GNR, estradas, fechadas, chamas
Carros destruídos em Pedrógão
Muitos corpos foram encontrados dentro de carros. Vítimas tentavam fugir quando foram cercadas pelo fogo em Pedrógão Grande
Muitos corpos foram encontrados dentro de carros. Vítimas tentavam fugir quando foram cercadas pelo fogo em Pedrógão Grande
Muitos corpos foram encontrados dentro de carros. Vítimas tentavam fugir quando foram cercadas pelo fogo em Pedrógão Grande
Trágico incêndio em Pedrógão Grande
A cadelinha ‘Giovanna’ ladrou sem parar até os donos acordarem
Incêndio em Pedrógão Grande
Pedrógão, população, abandonar, casas, GNR, estradas, fechadas, chamas
Carros destruídos em Pedrógão
Muitos corpos foram encontrados dentro de carros. Vítimas tentavam fugir quando foram cercadas pelo fogo em Pedrógão Grande
Muitos corpos foram encontrados dentro de carros. Vítimas tentavam fugir quando foram cercadas pelo fogo em Pedrógão Grande
Muitos corpos foram encontrados dentro de carros. Vítimas tentavam fugir quando foram cercadas pelo fogo em Pedrógão Grande
Trágico incêndio em Pedrógão Grande
O episódio é relatado por Carlota Joaquina Serpa Pinto na sua página do Facebook.

Eram quatro da manhã e a cadelinha, ‘Giovanna’, não parava de ladrar.

A dona acordou com a cozinha cheia de fumo e apercebeu-se de que a casa da vizinha estava a arder.

Os vizinhos ajudaram-se uns aos outros até os bombeiros chegarem. Segundo Carlota Pinto, terão demorado cerca de meia hora: "Ninguém se magoou, apenas ‘engolimos’ fumo", escreveu.

A tragédia que se abateu no sábado em Pedrógão Grande matou 62 pessoas e fez 62 feridos.
Pedrógão Grande tragédia família cadela animal incêndio fogo mortos
Ver comentários