Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Café era base para tráfico de droga

Há quatro meses que o café S. Nicolau, na zona antiga de Quarteira, estava sob vigilância da GNR devido a denúncias de que o local era utilizado por traficantes de droga.
1 de Fevereiro de 2008 às 00:30
Anteontem, as suspeitas confirmaram-se, quando os militares avançaram em força sobre o estabelecimento, tendo detido a proprietária, Antónia Diniz, de 56 anos, e um homem de 27, Adriano Monteiro. Foi igualmente detido o marido da suspeita, Agostinho Correia, de 87 anos, por posse de arma proibida (uma espingarda de canos serrados, municiada). Dois outros homens, de 35 e 34 anos, foram constituídos arguidos por tráfico de droga.
Na operação, que decorreu entre as 18h00 e as 22h00, com a participação de sete dezenas de militares, cães de droga e elementos das Finanças de Faro, foi passada revista ao café e efectuadas seis buscas, que resultaram na apreensão de heroína suficiente para 3252 doses e cocaína para 2019, bem como duas balanças de precisão, oito telemóveis, 43 garrafas de uísque, duas viaturas, quatro televisores, equipamentos de som e ainda 85 mil euros em dinheiro. A droga estava num anexo do café, que o casal costuma arrendar.
NEGAM A DROGA
Agostinho Correia disse ao CM que estava “a descansar” quando os homens do NIC lhe entraram “pela casa adentro”: “Ouvi barulho e vi aqueles homens com máscaras. Pensei que eram ladrões e apontei-lhes a espingarda, mas eles jogaram-me ao chão”. O idoso, que hoje é ouvido no Tribunal de Loulé (os outros detidos foram presentes ontem) garante que nem ele nem a mulher têm alguma coisa a ver com a droga. Quanto ao dinheiro, admitiu ser do casal, mas proveniente da venda de uma casa. “Não confiamos em bancos”, frisou.
Ver comentários