Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

CAFÉS ASSALTADOS

O Renault de cor cinzenta parou de mansinho junto ao ‘Café da Mira’, em Odivelas. Maria Patrocínio não estranhou. Eram 06h00 de anteontem e estava preocupada em ter tudo pronto para quando os clientes chegassem. Mas do carro saíram três jovens de arma em punho, que entraram de rompante no estabelecimento e levaram o que lhes apeteceu. Foi também o que fizeram de seguida, num outro café daquela cidade.
30 de Setembro de 2004 às 00:00
Uma das armas que o trio levava foi apontada ao marido de Maria Patrocínio, os proprietários do café na Rua Espírito Santo. Num canto do estabelecimento, por trás do balcão, o seu marido, ameaçado, assistiu à acção dos outros dois indivíduos.
Dos nove anos que é comerciante nunca tinha sentido nada assim. Os gatunos levaram dinheiro, pastilhas, tabaco e até um prato de rabanadas, que tinham sobrado do dia anterior.
No carro, um quarto elemento aguardava a consumação do assalto, com uma arma, enquanto afastava os vizinhos que iam passando quando se apercebiam da situação.
Depois seguiram para a Avenida dos Bombeiros Voluntários, onde mal deixaram que o proprietário de um café abrisse a porta para lhe apontar a arma. O senhor, já de idade, ainda tentou resistir. “Ele não queria entregar a registadora”, contou a sua mulher ao Correio da Manhã.
Só que quando o proprietário resistiu, os assaltantes ainda lhe “mandaram com uma cadeira”, acrescentou, “provocando-lhe ferimentos”. Consumados os assaltos a quadrilha fugiu. A PJ está a investigar para onde.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)