Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Cai em tanque e morre afogada

"Tínhamos andado a vindimar e deixámos para trás as uvas americanas das videiras por cima do tanque. A meu ver, ela foi às uvas, escorregou e caiu ao tanque", disse ao CM João Ribeiro, sublinhando que não encontra outra explicação para a morte, por afogamento, da mãe, Palmira de Freitas.

14 de Outubro de 2012 às 01:00
João Ribeiro encontrou o corpo da mãe, Palmira de Freitas, já sem vida, no tanque de lavar a roupa
João Ribeiro encontrou o corpo da mãe, Palmira de Freitas, já sem vida, no tanque de lavar a roupa FOTO: Secundino Cunha

O corpo da mulher, de 69 anos, foi encontrado pelo filho, anteontem, pelas 18h30, no tanque de lavar roupa, a 30 metros da casa onde ela residia, na freguesia de Ribeiros, Fafe.

Tinha estado, pelas 16h30, à conversa com uma vizinha, mas não se encontrava em casa às 18h00, quando o filho chegou do trabalho. Procurou por todo o lado e acabou por encontrá-la, já sem vida, dentro do tanque.

"Ela também tinha, com alguma frequência, quebras de tensão, mas como havia um ou dois cachos de uvas no tanque, inclinamo-nos mais para a hipótese de ter ido às uvas e caído", referiu João Ribeiro. O corpo de Palmira vai ser autopsiado amanhã e o funeral é na terça-feira.

MORTE ÓBITO AFOGAMENTO FAFE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)