Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Câmara retira radares para testes de aferição

Os 21 radares de controlo de velocidade instalados pela Câmara Municipal de Lisboa nas principais vias rodoviárias da cidade não estão certificados pelo que vão ser retirados para serem submetidos a testes de aferição.
28 de Janeiro de 2007 às 00:00
A retirada dos radares será faseada, adiantou ao CM fonte do gabinete da vereadora da Mobilidade, Marina Ferreira, referindo que primeiro serão “retirados dez radares, já no dia 29, para serem aferidos e submetidos a testes, em tempo real e velocidade real, no dia 1 de Fevereiro na Base Aérea da Ota”. Estes dez radares serão reinstalados e colocados a funcionar no dia 2 de Fevereiro.
Os restantes 11 radares, segundo a mesma fonte, “serão retirados no dia 5 de Fevereiro e no dia 8 submetidos a testes na Ota para serem reinstalados dia 9”.
Os 21 radares instalados em 14 vias rodoviárias de Lisboa (ver apoios), todos os anos terão de ser retirados para serem aferidos, à semelhança do que se passa com os táximetros dos táxis. E só em Março ou Abril deste ano é que entrarão em funcionamento, pois ainda carecem do aval da Comissão de Protecção de Dados, entre outras entidades.
Quando entrarem em funcionamento, a margem máxima de erro será de cinco por cento, ou seja, numa via onde a velocidade máxima permitida é de 50 quilómetros por hora, o radar disparará e o condutor será autuado sempre que circule a velocidades superiores a 53 quilómetros por hora.
Até ontem, as infracções mais graves detectadas pelos radares registaram-se na Radial de Benfica e na Segunda Circular (Calvanas) com dois condutores a 223 quilómetros por hora, quando a velocidade permitida é de 80 quilómetros por hora. Além destes, os radares registaram mais três condutores a velocidades superiores a 200 quilómetros: um a 215 no prolongamento da Avenida EUA, outro a 206 na 2.ª Circular e um terceiro a 203 na Radial de Benfica.
MAIS DADOS
ACIDENTES
As vias de Lisboa onde se registam mais acidentes com peões (atropelamentos) são as avenidas 24 de Julho, Infante D. Henrique, República, Almirante Reis, Ceuta, Liberdade e Fontes Pereira de Melo, bem como o Campo Grande e a Estrada de Benfica.
RADARES
2.ª Circular (três), Av. das Descobertas, da Índia, Cidade do Porto, Brasília, de Ceuta (dois), Infante D. Henrique (dois), EUA, Marechal Gomes da Costa, Gago Coutinho, túnel do Campo Grande (dois), Marquês de Pombal, João XXI (dois) e Radial de Benfica (dois).
EXCESSOS
Entre 21 de Dezembro do ano passado e 15 de Janeiro foram detectados 71 029 condutores em excesso de velocidade; uma média diária de quase 2850 infractores, segundo dados da Câmara de Lisboa. Alguns foram detectados a mais de 170 quilómetros por hora.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)