Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Camião cheio de areia caiu ao Rio Sado

Um camião de 32 toneladas, carregado de areia, caiu ontem de manhã ao Rio Sado, em Setúbal. O peso excessivo da viatura provocou a quebra do cabo de suporte do cais dos ‘ferryboats’ para Tróia, levando à queda desamparada na água. O motorista escapou ileso.
13 de Setembro de 2006 às 00:00
O camião, pertencente à empresa Sertá 2000, de Alverca, saiu de Muge, perto de Santarém, pouco depois das 06h00 de ontem. “Fui ao areal da empresa e carreguei a viatura com 12 toneladas de areia, destinada às obras do complexo turístico de Tróia”, disse ao CM Luís Miguel Ribeiro, motorista do pesado de mercadorias.
A chegada ao cais de embarque dos ‘ferryboats’, em Setúbal, deu-se pelas 08h30. “O meu funcionário comprou bilhete, onde está inscrito que o peso limite das viaturas é de 22 toneladas. Ninguém se preocupou em ver que este camião ultrapassava esse limite”, afirmou Américo Santos, dono da empresa.
Confiante de que não haveria problemas, já que ainda há dias tinha embarcado no ‘ferryboat’ uma viatura com 40 toneladas, o empresário autorizou o motorista a avançar.
No entanto, a velha estrutura do cais de embarque, desta vez, foi incapaz de suportar o peso do camião. “A estrutura metálica pode ter cedido por ter sido submetida a um esforço superior ao limite máximo (22 toneladas), ou por qualquer esforço externo”, avançou fonte dos Bombeiros Sapadores de Setúbal.
O pesado caiu desamparado no rio, ficando quase totalmente submerso. “Consegui saltar a tempo, e só por sorte não houve feridos”, referiu Luís Miguel Ribeiro.
Uma grua de uma empresa privada foi chamada ao local, tendo o camião sido retirado das águas cerca de duas horas e meia depois.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)