Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

"Passou o susto": Camilo Mortágua, pai de Mariana e Joana Mortágua, já está em casa

Informação foi confirmada pela própria filha, Joana Mortágua.
Hugo Rainho e Correio da Manhã 9 de Janeiro de 2022 às 21:51
A carregar o vídeo ...
"Passou o susto": Camilo Mortágua, pai de Mariana e Joana Mortágua, já está em casa
O antifascista e pai das deputadas do Bloco de Esquerda Mariana e Joana Mortágua, Camilo Mortágua, dado como desaparecido desde domingo de manhã, foi localizado em Castelo Branco e encontra-se bem, disse esta segunda-feira fonte da Proteção Civil.

De acordo com fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja, o homem, de 87 anos, foi localizado "em Castelo Branco" e "está bem". A informação foi recebida pelo CDOS às 00h53, tendo por base os Bombeiros de Alvito, que receberam a informação da GNR local.

No domingo à noite, fonte da GNR tinha dito à Lusa que as autoridades estavam a realizar buscas para encontrar Camilo Mortágua, desaparecido desde a manhã desse dia em Alvito, no distrito de Beja.

A mesma fonte indicou que o desaparecimento foi dado pela sua mulher, cerca das 14h30 de domingo, no posto da GNR, em Alvito.

Segundo a fonte da Guarda, o homem tinha falado em casa de uma possível deslocação na sua viatura ao Fundão, no distrito de Castelo Branco, onde "tem ligações", não sendo conhecido, cerca das 22h45, o seu paradeiro, não tendo sido igualmente localizado o veículo.

As buscas, envolvendo a GNR e bombeiros da corporação de Alvito, estavam a decorrer no concelho de Alvito e em vários locais, nomeadamente nas zonas de Beja, Cuba, Ferreira do Alentejo e no Fundão, acrescentou a fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

Uma patrulha do destacamento de trânsito da GNR esteve a efetuar o trajeto entre Alvito e o Fundão, no sentido de localizar o homem e a viatura.

Além da GNR, estavam envolvidos nas buscas cinco bombeiros, apoiados por duas viaturas da corporação de Alvito, de acordo com o CDOS.

A informação foi igualmente confirmada por uma das deputadas do Bloco de Esquerda, Joana Mortágua, na sua conta na rede social Twitter.
Ver comentários