Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

CAMPANHA SOBRE GENÉRICOS VAI SER FEITA PORTA A PORTA

O Ministério da Saúde vai promover uma campanha de porta a porta para esclarecer os utentes sobre os genéricos, medicamentos iguais aos outros mas mais baratos.
20 de Agosto de 2002 às 22:10
Como todos os seus antecessores, também o ministro da Saúde, Luís Filipe Pereira promete aumentar o mercado de genéricos. Mas apesar disso, o governante poderá em breve revogar um despacho do anterior ministro Correia de Campos que permitia que os médicos usassem para acções de formação, como participação em congressos, verbas que tivessem sido poupadas por prescreverem genéricos.

A aposta nos genéricos será conhecida em breve, quando o Governo apresentar a política do medicamento. Uma das medidas, segundo o Correio da Manhã apurou é o lançamento de uma campanha sobre genéricos, muito diferente da que foi lançada pelo Executivo socialista e que passou essencialmente pela televisão. De acordo com fonte do ministério, Luís Filipe Pereira quer “agora chegar às pessoas onde a outra campanha não chegou”.

A ideia é envolver as juntas de freguesia e realizar uma série de acções junto das pessoas mais desfavorecidas, em lares de idosos e em outros locais. Ou seja, o ministério quer funcionários na rua a dar informações a determinado grupos de pessoas, tipo porta a porta. Os médicos e os farmacêuticos serão também, mais uma vez, alvo desta campanha de informação.

Outra das novidades deverá ser a revogação do despacho de Correia de Campos, que incentivava os profissionais a receitar medicamentos genéricos em troca de acções de formação. O CM sabe que Luís Filipe Pereira aceitou as críticas da Ordem dos Médicos e da Indústria Farmacêutica a esta ideia.

Críticas que passam por, como referiram os laboratórios numa carta enviada ao actual ministro, considerarem incorrecto que o Estado dê incentivos económicos em troca da prescrição de certos produtos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)