Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

CAMPANHA TENTA SALVAR TARTARUGAS

As concentrações humanas estão a pôr em perigo as tartarugas e os cágados, que já vivem na terra há 150 milhões de anos. Para travar o processo, foi lançada uma campanha de protecção às espécies mais ameaçadas, de acordo com a BBC.
30 de Maio de 2003 às 00:00
As tartarugas marinhas existem há mais de 150 milhões de anos
As tartarugas marinhas existem há mais de 150 milhões de anos FOTO: d.r.
Os ambientalistas alertaram recentemente para o facto de dois terços das tartarugas e cágados do mundo estarem ameaçados pelo crescimento das aglomerações humanas, que delas se alimentam.
Por outro lado, partes destes animais fazem parte dos ingredientes da medicina tradicional no extremo Oriente.
Para travar este processo de exterminação, vai ser lançada uma campanha de cinco milhões de euros para salvar as espécies mais ameaçadas.
Alguns cientistas admitem, ainda de acordo com a BBC, que alguns tipos de tartarugas possam ser extintos num período de 20 anos. A prioridade desta campanha será dada a oito tipo de tartarugas marinhas e algumas de água doce.
Segundo o Fundo de Conservação das Tartarugas, 200 das 300 tartarugas de água doce estão em perigo de extinção e precisam de protecção.
As tartarugas marinhas existem há mais de 150 milhões de anos.
Mas a sua origem foi na terra e, na sua aventura para o mar, evoluíram, diferenciando-se de outros répteis.
O número de vértebras diminuiu e as que restaram fundiram-se às costelas, formando uma carapaça resistente, embora leve. Perderam os dentes, ganharam uma espécie de bico e as patas transformaram-se em nadadeiras, de forma a poderem adaptar-se à vida no mar.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)