Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Carga de haxixe esbarra na Luz

Todos os movimentos dos traficantes estavam a ser seguidos ao pormenor desde que um barco suspeito saiu de um porto algarvio, na sexta-feira. E ontem de madrugada, a Polícia Judiciária e a Autoridade Marítima do Sul deram o golpe final no negócio, ao apreenderem 1,5 toneladas de haxixe em flagrante quando a descarga estava a ser feita na Praia da Luz, Lagos.
25 de Janeiro de 2010 às 00:30
A embarcação usada no transporte do haxixe tinha 8,5 metros e dois motores de 250 cavalos
A embarcação usada no transporte do haxixe tinha 8,5 metros e dois motores de 250 cavalos FOTO: Luís Costa

O areal algarvio, conhecido pelo desaparecimento da criança inglesa Madeleine McCann, foi palco da operação desencadeada pela Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes da PJ. Foram detidos quatro cidadãos espanhóis (três da Galiza e um de Cádis), apreendida a embarcação usada, de 8,5 metros, e duas viaturas todo-o-terreno.

Segundo referiu ao CM uma testemunha do desembarque, a embarcação com dois motores de 250 cavalos "entrou a toda a velocidade pela praia" e de imediato "apareceu um jipe e vários homens começaram a carregar fardos para o todo-o-terreno". Quando voltaram à praia pela segunda vez, a polícia apareceu por terra e mar. Ao que o CM apurou, alguns dos elementos fugiram, o que leva as autoridades a não fechar a investigação.

A embarcação, segundo José Ferreira Leite, coordenador de investigação criminal da PJ, "saiu de de um porto algarvio no dia 22 e de imediato foi montado um forte esquema de vigilância até que voltasse à costa portuguesa", o que veio a acontecer depois de uma viagem ao Norte de África, levando ao sucesso da operação policial.

O barco de recreio, com o nome ‘Esperanza’, é praticamente novo e tem registo espanhol. Esteve acostado numa das marinas algarvias.

FISCALIZAÇÃO EM TERRA E MAR

O sucesso da operação deveu--se, sobretudo, à boa articulação entre as equipas de investigação da Polícia Judiciária e os elementos da Autoridade Marítima do Sul, que desenvolveram a acção em conjunto e durante vários dias.

A vigilância montada em terra e no mar, depois de a embarcação referenciada ter saído de uma marina algarvia, terá sido essencial para que tudo corresse como estava planeado, culminando na apreensão da grande carga de droga, a primeira interceptada este ano.

A escolha da Praia da Luz para o desembarque, um areal aberto nunca antes utilizado para este fim devido à grande luminosidade da zona, terá estado "relacionada com o bom acesso a uma zona rodoviária para posterior fuga das viaturas usadas para retirar o haxixe da embarcação", no entender do comandante da Zona Marítima do Sul, Marques Ferreira.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)