Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

"Carolina arranhou-se antes de chamar GNR"

O promotor imobiliário Eduardo Poças, testemunha dos incidentes entre Pinto da Costa e Carolina Salgado, declarou, esta segunda-feira em tribunal, que a ex-companheira do presidente do FC Porto se arranhou antes de se queixar à GNR de agressão.
2 de Novembro de 2009 às 16:15
Testemunha dos incidentes acusa Carolina Salgado de se "auto-mutilar"
Testemunha dos incidentes acusa Carolina Salgado de se 'auto-mutilar' FOTO: Rui Oliveira

“Vi que ela se arranhou”, disse durante a sessão do processo nas Varas Criminais do Porto.

De acordo com a testeunha, o presidente portista não agrediu Carolina, nem vice-versa.


A Carolina Salgado ter-se-á auto-flagelado quando Pinto da Costa já tinha abandonado o local.


Relativamente à sua presença no local dos acontecimentos, Eduardo Paços justificou-se com a alegação de que fora fazer um negócio relativo a uma casa próxima, e só não terá clarificado logo o sucedido com os militares da GNR porque, entretanto, chegaram os seus clientes e “tinha que fazer a venda da casa”.

Nom dos seis processos que opõem Pinto da Costa a Carolina Salgado, o presidente do FC Porto é acusado de dar duas bofetadas à ex-companheira, em Março de 2006, junto à casa que co-habitavam, na Madalena, Gaia. No processo são ainda co-arguidos Afonso Ribeiro e Nuno Cunha.

Durante o seu testemunho, Eduardo Poças referiu ainda que não presenciou qualquer agressão  à irmã de Carolina, Ana Maria, que se encontrava igualmente no local e que  na altura estava grávida. Questionado directamente sobre se vira Ana Maria ser pontapeada, num  momento em que ela se encontraria no chão, a testemunha retorquiu que um  muro de premeio lhe retirava ângulo de visão, acrescentando ainda que viu um dos co-arguidos a agarrar Ana Maria “com o intuito de a proteger”, uma observação que suscitou estranheza de dois dos juízes.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)