Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Carro pago com notas fotocopiadas

Um indivíduo, de 31 anos, residente em Valadares, Vila Nova de Gaia, foi detido anteontem por um homem e seus familiares a quem tinha acabado de comprar um automóvel todo-o-terreno com notas falsas.
14 de Dezembro de 2006 às 00:00
O Kia Sportage ia ser comprado com euros falsos
O Kia Sportage ia ser comprado com euros falsos FOTO: d.r.
O potencial comprador respondeu a um anúncio de jornal colocado por um residente de Argoncilhe, Santa Maria da Feira. Deslocou-se na segunda-feira à morada do vendedor, observou a viatura, de marca Kia Sportage, e, depois de concluir que era exactamente o tipo de carro que andava à procura, não poupou os elogios e concordou com o preço proposto de 9500 euros.
O negócio, todavia, não se concretizou nesse dia, tendo-se logo agendado novo encontro para o dia seguinte, uma vez que anunciou querer pagar em dinheiro vivo e não transportar consigo nessa altura aquela quantia.
E, de facto, no dia seguinte, terça-feira, o candidato a comprador voltou a Argoncilhe, cerca das 20h30, já com o dinheiro. Depois de mais uma conversa entre as partes, onde se confirmaram os pormenores acordados no dia anterior, o indivíduo de Valadares entregou ao vendedor da viatura o dinheiro, 9500 euros, correspondentes ao maço de notas de 500, 100 e 50 euros que lhe passou para a mão. O proprietário do carro, depois de uma rápida verificação da quantia, entregou os documentos e a chave do carro.
Quando o comprador se preparava para arrancar, o vendedor voltou a contar o dinheiro e deu conta de que as notas tinham um toque estranho. Apercebeu-se de que entre algumas notas verdadeiras se encontravam uma maioria de outras, fotocopiadas. Quis interpelar o indivíduo ao volante e, como este fez menção de fugir, tentou abrir a porta do carro. A discussão alertou familiares seus que acorreram e cercaram o suspeito, detendo-o até à chegada da GNR. Segundo o CM apurou, o indivíduo está já indiciado em outros processos semelhantes e outros por furto, estando neste momento sujeito a apresentações periódicas na GNR de Valadares.
OUTROS CASOS
FUGIA COM CARROS
O filho do ex-autarca de Penafiel, Justino Fundo, é acusado de vários casos de burla. Alguns desses casos estão relacionados com automóveis. Segundo descrevem fontes policiais, Filipe Fundo contactava vendedores de carros em segunda mão para comprar os veículos. Depois de se mostrar interessado, pedia para testá-los e, certificando-se de que os documentos estavam no interior do carro, não dava mais sinais de vida.
FALSOS CHEQUES
Um grupo de quatro indivíduos, especialista em burlas, falsificações de documentos e roubo, actuava na zona de Leiria e Miratejo. Compravam viaturas de luxo, que vinham anunciadas nos jornais e utilizavam como meio de pagamento cheques falsificados, que os lesados apenas descobriam quando iam levantar o dinheiro. Os carros eram depois vendidos a ‘stands’. O grupo atacava revendedores, mas também particulares.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)