Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Carteiro de Braga condenado a três anos de prisão

Carteiro apropriou-se de milhares de euros retirados de correspondência que violava.
16 de Dezembro de 2013 às 17:53
Suspensão da pena fica sujeita ao pagamento de 5.152 euros aos CTT
Suspensão da pena fica sujeita ao pagamento de 5.152 euros aos CTT FOTO: João Cortesão / Correio da Manhã

O Tribunal Judicial de Braga condenou, esta segunda-feira, a três anos de prisão com pena suspensa, um carteiro acusado de peculato, por alegadamente se ter apropriado de milhares de euros retirados de correspondência que violava.

A suspensão da pena fica sujeita ao pagamento de 5.152 euros aos CTT (Correios de Portugal), para ressarcir a empresa dos prejuízos resultantes daquela atuação.

O arguido não compareceu ao julgamento, por estar a residir em França, mas já tinha confessado os factos quando ouvido pela Polícia Judiciária. O tribunal condenou-o pela prática de um crime de peculato. O arguido, de 37 anos, trabalhava na Estação dos CTT de Maximinos, tendo sido contratado em 1998.

Foi detido em inícios de janeiro de 2012 pela Polícia Judiciária, que na altura lhe apreendeu 1.350 euros, 520 dólares americanos, 20 libras esterlinas e 300 coroas suecas.

peculato carteiro Braga condenado prisão correspondência
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)