Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Casa de Pintassilgo vai abrigar vítimas de violência doméstica

A Câmara Municipal de Abrantes vai comprar e remodelar a casa onde nasceu Maria de Lurdes Pintassilgo para transformá-la numa residência de acolhimento para mulheres vítimas de violência doméstica.
30 de Abril de 2010 às 19:48
Este ano comemora-se o 80º aniversário do nascimento de Maria de Lurdes Pintassilgo
Este ano comemora-se o 80º aniversário do nascimento de Maria de Lurdes Pintassilgo FOTO: Jorge Godinho

A moradia que se situa no centro histórico de Abrantes e fica perto dos Paços do Concelho, vai acolher as mulheres acompanhadas pelos filhos menores que correm risco em continuar nas respectivas habitações.

A presidente da Câmara, Maria do Céu Albuquerque, referiu à agência Lusa que a casa vai “ser uma realidade num curto período de tempo” e vai abranger as valências de acolhimento de emergência, temporário e prolongado.

 

O plano inicial era o de transformar a habitação numa casa museu da antiga primeira-ministra, mas para Maria do Céu Albuquerque “mais do que uma casa museu, este projecto vai (...) muito mais ao encontro do que foi o seu espírito de vida e dos princípios norteadores da sua acção”.

 

No ano em que se comemora o 80º aniversário do nascimento daquela que foi a primeira mulher a assumir os cargos  de secretária de Estado, ministra e primeira-ministra, embaixadora e primeira mulher a candidatar-se à Presidência da República,  a moradia vai servir a comunidade que carece, a nível regional, de um maior apoio e acompanhamento em casos de violência doméstica.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)