Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Casal burla e deixa pai quase sem bens

A Polícia Judiciária, de Portimão, deteve um casal pela prática dos crimes de burla qualificada e falsificação de documentos.
30 de Outubro de 2012 às 12:23
Judiciária de Portimão travou casal antes de vender último imóvel do lesado
Judiciária de Portimão travou casal antes de vender último imóvel do lesado FOTO: Reuters

“Os detidos, de 47 e 54 anos, são casados, e, usando procurações com dados, assinaturas e reconhecimentos falsificados, procediam à venda de imóveis dos quais não eram proprietários nem tinham poderes legalmente concedidos para o fazer, conseguindo, desta forma, proceder à alienação de quase todo o património do pai do agora detido, a quem tinham já anteriormente conseguido retirar avultados montantes das contas bancárias”, pode ler-se no comunicado enviado pela Judiciária.

“A detenção ocorreu na sequência da tentativa da venda da residência do lesado, situada em Portimão”, acrescenta a mesma nota, especificando que esta era “o último imóvel de que o mesmo ainda é proprietário”.

Os suspeitos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coacção.

polícia judiciária portimão casal pai bens burla falsificação documentos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)