Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Casal de idosos escapa à morte

Acamada e a recuperar de uma operação, Vertília Coutinho, 74 anos, nada pôde fazer quando viu o marido cair ao chão. Sem ajuda, Urgel Gomes, de 79, não se conseguia levantar. A mulher ainda tentou socorrer o marido, mas também ela acabou por cair. Durante vários dias, o casal de idosos resistiu à fome e à sede, até que ontem, dia de Páscoa, foi salvo pelos bombeiros de Gondomar.
9 de Abril de 2012 às 01:00
Os dois idosos vivem nesta habitação, em Fânzeres. Estavam caídos em casa há vários dias
Os dois idosos vivem nesta habitação, em Fânzeres. Estavam caídos em casa há vários dias FOTO: Nuno Fernandes Veiga

Estava tudo combinado para o almoço do dia santo. O filho de Urgel e Vertília ia encontrar-se com os pais em casa daqueles, em Fânzeres. Pouco passava do meio-dia e os idosos não atendiam o telefone, que tocava insistentemente. Do interior de casa nada se ouvia. Assustado e a recear que o pior tivesse acontecido, o filho do casal chamou os Bombeiros Voluntários de Gondomar. A PSP também esteve no local para abrir a porta principal que, tal como todas as outras, estava trancada.

Lá dentro, Urgel e Vertília estavam desmaiados. Segundo algumas testemunhas contaram ao Correio da Manhã, o homem estaria nu quando foi encontrado. O casal foi assistido ainda no local, sendo depois transportado ao Hospital de Santo António, no Porto.

Na rua, os vizinhos não estranharam a ausência de Urgel Gomes e de Vertília Coutinho. De acordo com testemunhos de alguns moradores, o casal pouco saía de casa e trancava sempre a porta pois receava ser assaltado.

INTERNADOS POR PRECAUÇÃO

Apesar das dificuldades de locomoção, Vertília Coutinho fez tudo o que podia para ajudar o marido - que viu cair inanimado no chão. A mulher, que tinha sido operada há poucas semanas, saiu da cama e lutou para alcançar Urgel Gomes. Depois de terem recebido os primeiros socorros, ainda dentro de casa, os idosos foram transportados para o Hospital de Santo António, no Porto, onde ficaram em observação.

Quando foram encontrados os idosos não apresentavam qualquer vestígio de violência - e a hipótese de crime foi desde logo afastada pelas autoridades policiais. Ainda assim, o casal estava inanimado e apresentava carência de comida e água. Vertília estava em pior estado do que o marido, já que recuperava da cirurgia a que tinha sido submetida há poucas semanas.

GONDOMAR CASAL IDOSOS BOMBEIROS PÁSCOA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)