Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Casal morre à frente de filho e do neto em Alcochete

Fernanda e José Martinho, de 60 e 61 anos, morreram numa colisão frontal junto à Academia do Sporting.
João Tavares 10 de Maio de 2019 às 01:30
Violenta colisão frontal provocou dois mortos na EN4
Dois mortos e três feridos graves em acidente junto à Academia do Sporting em Alcochete
José Martinho, 61 anos
Fernanda tinha 60 anos
Violenta colisão frontal provocou dois mortos na EN4
Dois mortos e três feridos graves em acidente junto à Academia do Sporting em Alcochete
José Martinho, 61 anos
Fernanda tinha 60 anos
Violenta colisão frontal provocou dois mortos na EN4
Dois mortos e três feridos graves em acidente junto à Academia do Sporting em Alcochete
José Martinho, 61 anos
Fernanda tinha 60 anos
Fernanda e José Martinho tinham deixado para trás Branca, no concelho de Coruche, – e dirigiam-se para o Montijo através da EN4.

No banco traseiro do VW conduzido por José seguia um filho do casal, de 33 anos, e um neto, de 18, com quem viviam e de quem cuidavam.

Às 14h13 desta quarta-feira a tragédia abateu-se sobre a família. O carro onde iam colidiu de frente com um Mercedes. Fernanda, de 60 anos, e o marido José, 61, morreram à frente do neto e do filho – este último é tio do jovem.

Os corpos ficaram encarcerados e foram retirados pelos Bombeiros de Alcochete. Na segunda viatura seguia um homem de 72 anos. Este, tal como os ocupantes do banco traseiro do VW, sofreu apenas ferimentos ligeiros. Foram assistidos no local e mais tarde transportados pelos bombeiros para o hospital do Barreiro.

O violento embate teve lugar na estreita N4, junto ao desvio que dá acesso à Academia do Sporting, em Alcochete. Uma colisão para já inexplicável que teve lugar numa reta.

Uma distração pode estar na origem do acidente. Segundo o CM apurou, na altura do embate não estava a chover, mas o piso encontrava-se molhado. Nas operações de socorro participaram bombeiros de quatro corporações: Alcochete, Montijo, Pinhal Novo e Canha.

Devido à necessidade urgente de ser prestado o socorro às vítimas, a GNR de Alcochete viu-se obrigada a cortar por completo aquela estrada, num troço com vários metros de extensão.

Os feridos foram assistidos e os corpos das duas vítimas mortais retirados do interior da viatura e transportados para a morgue do hospital. Foram ainda chamados dois reboques para removerem do local as viaturas envolvidas na colisão.

Só após essa operação, e depois de realizada a limpeza da via, as autoridades policiais autorizaram a reabertura daquela via, o que aconteceu pelas 17h45. 

Pormenores
GNR investiga acidente Militares do Núcleo de Investigação Criminal a Acidentes de Viação da GNR estiveram no local a fazer perícias. Investigam as causas da colisão.

Meios mobilizados
Devido à gravidade do acidente, foram mobilizados mais de 30 operacionais e 15 viaturas de quatro corporações de bombeiros e da GNR.

Pai e bebé morrem
Em agosto do ano passado, na mesma estrada do acidente de ontem, um homem de 33 anos e o filho bebé de 13 meses morreram num despiste.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)