Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Casal rouba água para encher piscina em Fronteira

Homem e mulher condenados por terem ligado uma mangueira a uma das torneiras dos sanitários públicos.
Isabel Jordão 28 de Novembro de 2021 às 09:42
Tribunal de Fronteira
Tribunal de Fronteira FOTO: Direitos Reservados
Um casal com três filhos menores, residente em Fronteira, foi condenado por furto, por ter ligado uma mangueira a uma das torneiras dos sanitários públicos, para encher uma piscina insuflável, em julho de 2018. Queriam refrescar-se por estar muito calor e três semanas depois repetiram o crime, para um tanque de lavar roupa.

Os crimes foram julgados no Tribunal de Fronteira e o casal absolvido, mas o Ministério Público recorreu para a Relação de Évora, que deu os crimes como provados. O homem foi condenado a seis meses de prisão, que fica suspensa por um ano se indemnizar a câmara em 50 euros, enquanto a mulher vai ter de pagar multa de 300 euros.

Estão ambos desempregados e vivem numa casa de habitação social, não pagando qualquer renda. Têm ambos cadastro, ele por oito crimes de roubo, furto, extorsão, ameaça, injúria e denúncia caluniosa, e ela por ameaça agravada e injúria.

Confrontados com o furto da água da rede pública, alegaram que foi “uma necessidade”, mas a casa onde residem tem água canalizada da rede pública.
Fronteira crime lei e justiça julgamentos
Ver comentários