Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Caso orgias: Seis anos e nove meses de prisão para empresário

O tribunal de Famalicão condenou, nesta sexta-feira, a seis anos e nove meses de prisão efectiva o empresário acusado de obrigar a mulher a participar em orgias sexuais, sob ameaça de arma de fogo.
17 de Fevereiro de 2012 às 17:16
Empresário condenado por forçar a mulher a participar em orgias
Empresário condenado por forçar a mulher a participar em orgias FOTO: Nuno Fernandes Veiga

João Ferreira foi condenado por dois crimes de posse de arma proibida e um de violência doméstica.

O empresário terá ainda uma pena acessória que o impede de contactar com a vítima por um período de cinco anos, ficando também proibido de tirar licença de uso e porte de arma durante oito anos.

A juíza presidente do tribunal referiu que, com este tempo de prisão, o arguido pode "pensar no que aconteceu, de forma a que chegue à conclusão de que não é Deus e não pode tratar as pessoas como mercadoria".

Durante o julgamento ficou provada a maior parte dos crimes de que era acusado.

orgias empresário famalicão tribunal castelo branco
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)