Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Causa de fogo conhecida daqui a um mês

Primeiros reboques chegaram ao parque do Andanças.
Pedro Galego 6 de Agosto de 2016 às 09:35
Cemitério de carros pode começar a ser desmantelado durante os próximos dias. Festival termina amanhã
Cemitério de carros pode começar a ser desmantelado durante os próximos dias. Festival termina amanhã FOTO: Hugo Rainho
O relatório da investigação às causas do incêndio que dizimou mais de 400 carros no festival Andanças, em Castelo de Vide, deverá ser conhecido daqui a um mês. É esse o tempo que a Polícia Judiciária tem para comunicar ao Ministério Público as conclusões que foram apuradas no local.

Entretanto, desde o dia de ontem, a GNR está a devolver a tutela dos carros aos respetivos proprietários para que estes, em articulação com as operadoras de seguros, comecem a desenrolar o processo de assistência em viagem e remoção dos veículos do estacionamento. "Estou há três dias sem dormir, já me queria ter ido embora, mas não o posso fazer porque não quero ser negligente. Perdi o carro, bens pessoais e uma resma de livros", disse ao CM Nádia Lima, uma das lesadas, que chegou do Porto ao festival cerca de meia hora antes do incêndio que destruiu 422 carros na totalidade, na tarde de quarta-feira.

Ao todo a GNR recebeu 444 participações, entre perdas totais e danos parciais. "Os militares estão a dirigir-se aos veículos acompanhando os respetivos proprietários, para que possa ser cruzada a informação recolhida pelos nossos elementos com a fornecida nas participações. É um processo longo, mas necessário perante esta situação", referiu o tenente--coronel Carlos Belchior, oficial de relações-públicas da GNR de Portalegre. Os primeiros reboques chegaram ao parque do Andanças ontem à tarde e removeram apenas carros atingidos parcialmente pelas chamas. O festival Andanças termina amanhã.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)