Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

CEM CARROS VANDALIZADOS

A PSP anunciou ontem ter identificado um jovem de 22 anos, desempregado, suspeito de ter furado pneus em cem carros e incendiado outro na madrugada de quinta-feira em Peniche.
23 de Agosto de 2003 às 00:00
Foi um festival de pessoas a mudarem pneus em Peniche
Foi um festival de pessoas a mudarem pneus em Peniche FOTO: Francisco Gomes
O indivíduo, natural e residente em Peniche, sem aparentes perturbações mentais, usou uma navalha para furar os pneus dos carros estacionados em várias ruas da cidade e pertencentes a moradores e turistas.
A PSP recebeu até ao final da tarde de ontem queixas respeitantes aos danos causados em 25 automóveis, mas a população estima numa centena o número de veículos atingidos, pois muitos lesados ainda não participaram o caso às autoriddaes policiais.
"Na quinta-feira foi um 'festival' de pessoas com os 'macacos' a mudarem os pneus. Seguramente, foram mais de 100 carros que ficaram com os pneus furados", afirmou um dos lesados, estranhando que tenha sido apenas um indivíduo a praticar o acto de vandalismo.
No entanto, o comandante da esquadra da PSP de Peniche, Jorge Martins, afirma que foi "um puro acto de vandalismo e tudo indica que o indivíduo tenha agido sozinho".
O jovem foi surpreendido na via pública, próximo da sua residência e os artigos furtados de uma das viaturas, encontrados no seguimento de uma busca domiciliária, foram determinantes para a sua identificação como suspeito.
Está a decorrer uma investigação para apurar as motivações do suspeito, que aguarda o desenrolar do processo em liberdade.
FOI UM ACTO DE 'SELVAJARIA'
"Foi um acto de selvajaria", afirmava ontem, indignada, uma das lesadas, que não percebe "o que passou pela cabeça” de quem furou os pneus e defende que lhe deveria ser aplicado "o devido correctivo".
As 100 viaturas vandalizadas, segundo os cálculos dos populares, estavam estacionadas em várias artérias e diferentes bairros de Peniche, num perímetro bastante grande.
O acto de vandalismo terá acontecido entre as 05h00 e as 06h30 de quinta-feira e o indivíduo, munido de uma navalha, tentou furar o máximo de pneus possível em meia dúzia de ruas interligadas. Alguns carros escaparam ilesos, mas outros tinham um, dois, três ou até todos os pneus furados.
O carro incendiado e que ficou bastante danificado pertence a uma família de Ourém, que estava de férias em Peniche e ficou bastante abalada com o sucedido.
Segundo a PSP, foi apresentada ontem uma queixa sobre um carro riscado, mas desconhece-se se o caso está relacionado com a restante ‘onda’ de vandalismo.
A PJ de Leiria tomou a seu cargo a investigação do fogo-posto.
Ver comentários