Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

CEM QUILÓMETROS EM FUGA

Um cidadão cabo-verdiano foi detido por uma patrulha da Brigada de Trânsito, na sequência de uma perseguição na Auto-Estrada n.º 2, que só veio a terminar passados quase cem quilómetros.
30 de Dezembro de 2002 às 00:00
O caso passou-se cerca das 23h30 de anteontem, na sequência de acções de fiscalização desencadeadas pela BT de Grândola. Um carro desta força circulava pela A2, antes da saída para Aljustrel, quando deu conta de um Opel Astra, que rodava em ziguezague. Quem viu a viatura em infracção diz que o “carro ora circulava pela direita ora pela esquerda”.

A patrulha da BT mandou o condutor parar, através de sinais de luzes e pelo accionamento de luzes de emergência e sinais sonoros, mas a verdade é que condutor – que estava acompanhado por um passageiro – em vez de abrandar a marcha e parar, acabou por acelerar, para tentar escapar aos militares.
A patrulha perseguiu o fugitivo e colocou-se ao lado do Opel, para lhe tentar reduzir a marcha, mas o condutor guinou por várias vezes para tentar abalroar a viatura da Brigada de Trânsito.

A BT de Grândola manteve a perseguição, ao mesmo tempo que avisava a BT de Gomes Aires, que postou um carro na portagem de Paderne para interceptar o fugitivo, e também um carro da BT de Albufeira igualmente se posicionava. O fugitivo acabou por ser travado na portagem pela BT de Gomes Aires e o teste de alcoolemia revelou mais de 1,6 g de álcool. Carta de condução só a de Cabo Verde, que também não trazia. O condutor, morador na Baixa da Banheira, é hoje presente a tribunal.
Ver comentários