Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Centeno investigado por recebimento indevido de vantagem

Buscas ao gabinete do ministro das Finanças foram justificadas com este crime.
28 de Janeiro de 2018 às 10:33
Mário Centeno e Luís Filipe Vieira no Estádio da Luz, a 1 de abril
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno e Luís Filipe Vieira no Estádio da Luz, a 1 de abril
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno e Luís Filipe Vieira no Estádio da Luz, a 1 de abril
Mário Centeno
Mário Centeno
Mário Centeno

Os mandados de busca que os inspetores da PJ e magistrados do Ministério Público exibiram para fazer buscas no gabinete do ministro Mário Centeno explicitavam que o titular da pasta das Finanças está a ser investigado por recebimento indevido de vantagem, avança este domingo o Expresso.

Trata-se do mesmo crime que levou os secretários de Estado que viajaram para o campeonato da Europa de França a convite da Galp a serem constituídos arguidos.

No caso de Centeno, a investigação pretende verificar o nexo de casualidade entre o pedido de bilhetes para o Benfica que o ministro pediu para si e para o seu filho e uma isenção de IMI que foi concedida a um dos filhos de Luís Filipe Vieira, presidente do clube.

O CM apurou que, durante as buscas, foram analisados os emails de Mário Centeno.

O crime de recebimento indevido de vantagem estipula que "o funcionário que, no exercício das suas funções ou por causa delas, por si, ou por interposta pessoa, com o seu consentimento ou ratificação, solicitar ou aceitar, para si ou para terceiro, vantagem patrimonial ou não patrimonial, que não lhe seja devida, é punido com pena de prisão até cinco anos ou com pena de multa até 600 dias"









Ministério Público Estado Mário Centeno Finanças Benfica PJ buscas crime recebimento ilícito de vantagem
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)