Chefe da PSP de Coimbra condenado a dois anos e meio de prisão efetiva por violência doméstica

Tribunal deu como provada perseguição automóvel à mulher que seguia com a filha menor. Castigo foi agravado por ser polícia.
18.02.19
Chefe da PSP de Coimbra condenado a dois anos e meio de prisão efetiva por violência doméstica
Foto Correio da Manhã
O chefe da PSP de Coimbra Luís Ribeiro, de 55 anos, foi esta segunda-feira condenado a uma pena efetiva de dois anos e meio de prisão por por maltratar a  ex-mulher, com quem casou em 2013.

Os factos que estavam em causa ocorreram entre finais de 2016 e janeiro de 2018, data em que é acusado de ter movido uma perseguição de carro à mulher e à enteada e de ter embatido sucessivas vezes na viatura em que seguiam.

O polícia negou em tribunal as acusações de que impôs à mulher um clima de terror e contou uma versão diferente da perseguição, admitindo que bateu no carro dela, mas só uma vez, alegando não ter memória do que aconteceu a seguir.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!