Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Chefe da PSP vendia armas de mortos

Ex-chefe da PSP não reportava as armas que recebia.
S.G.C. 14 de Março de 2015 às 11:28
Ex-chefe da PSP foi condenado a uma pena suspensa de três anos e seis meses
Ex-chefe da PSP foi condenado a uma pena suspensa de três anos e seis meses FOTO: Nuno Fernandes Veiga

Um ex-chefe da PSP do Departamento de Armas do Barreiro foi condenado a uma pena suspensa de três anos e seis meses por seis crimes de peculato.

Quando exercia funções, era ele quem recebia armas das viúvas e de outros familiares de falecidos. Mas em vez de encaminhar as armas para a Direção Nacional, registava-as em seu nome ou vendia-as, sem reportar que as tinha recebido. Segundo uma nota publicada na página da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa, "para a pena contribuiu a idade, aposentação e inserção familiar, bem com a postura de autocensura", lê-se.

chefe PSP armas mortos crime peculato
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)