Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Choque frontal ceifa duas vidas

Uma colisão envolvendo quatro veículos ligeiros – três de passageiros e um de mercadorias – ocasionou a morte de dois homens e ainda oito feridos ligeiros.
30 de Agosto de 2007 às 00:00
As duas viaturas ligeiras ficaram totalmente destruídas, testemunhando a força do embate verificado no IC27
As duas viaturas ligeiras ficaram totalmente destruídas, testemunhando a força do embate verificado no IC27 FOTO: José Carlos Campos
O acidente ocorreu ontem, cerca das 11h36, ao quilómetro 16,2 do IC 27, que liga Vila Real de Santo António a Beja, junto a Odeleite.
Perfeito Dias Pereira, de 62 anos e Carlos Alberto Fernandes Graça, de 57, residentes na zona do Montijo, ocupantes de um Fiat Punto, que ficou totalmente destruído, viajavam no sentido norte/sul e tiveram morte imediata. Os oito feridos seguiam num ligeiro de mercadorias, um monovolume Volkwagen Touran, que seguia em sentido contrário.
Fonte da Brigada de Trânsito (BT) de Albufeira explicou ao CM que o acidente terá sido motivado por uma ultrapassagem mal calculada.
O condutor de um Opel Corsa, que seguia no sentido sul/norte, terá tentado ultrapassar o veículo que o precedia e foi embater, violentamente, com o Fiat Punto, que seguia em sentido contrário. O despiste posterior deste veículo, terá motivado dois novos embates: com o monovolume e ainda com um ligeiro de passageiros (Peugeot Expert), onde viajavam duas pessoas que saíram ilesas, tal como o casal ocupante do Opel Corsa.
HORROR NA ESTRADA
Jaime Francisco foi das primeiras pessoas a chegar ao local do acidente.
Esta testemunha contou ao CM, que “só visto, tanto horror, com sangue na estrada, óleo e os destroços das viaturas espalhados por mais de cem metros”.
CINCO CRIANÇAS ENVOLVIDAS
Os oito ocupantes do ligeiro de mercadorias sofreram ferimentos considerados ligeiros. Cinco crianças, com idades compreendidas entre os 8 e os 14 anos, e três adultos, de 39, 40 e 41 anos, foram transportados para o Centro de Saúde de Vila Real de Santo António, onde receberam assistência.
Apenas duas crianças necessitaram de ser transferidas para o Hospital Distrital de Faro (HDF). Márcio Fernandes, do HDF, disse ao CM, que “as crianças não corriam risco de vida, mas estavam sob observação”. Duas dezenas de Bombeiros Voluntários de Vila Real de Santo António, com 11 veículos, quatro dos quais ambulâncias, uma VMER, GNR, BT e Protecção Civil estiveram no local.
Jaime Francisco depressa percebeu que os dois ocupantes do Fiat estavam mortos, tendo um deles sido cuspido da viatura e o outro ficado pendurado numa janela.
“A nossa preocupação foi pedir socorro, que foi rápido a chegar, e prestar assistência aos feridos, muitos deles crianças”, explicou esta testemunha que não percebe como, numa recta com visibilidade de mais de 200 metros e excelente piso, foi possível “aquela desgraça”.
“Só o excesso de velocidade e muito descuido poderão ter proporcionado um choque frontal naquele local”, garantiu.
O Núcleo de Investigação Criminal da BT de Albufeira está a investigar as causas do acidente.
O CM sabe que os testes de alcoolemia realizado aos condutores dos veículos envolvidos deram todos negativo.
Ver comentários