Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Choque frontal faz um morto

O IP5 esteve cortado durante toda a manhã de ontem, próximo do Nó das Talhadas, em Sever do Vouga, depois de dois veículos pesados, um cisterna e um de transporte de madeiras, terem chocado frontalmente às 08h00. Em consequência, cerca de sete mil litros de gasóleo foram derramados na via. Ao que tudo indica terá sido o camião cisterna que se despistou, acabando por colidir com o outro pesado que seguia no sentido inverso.
23 de Fevereiro de 2005 às 00:00
António José Machado Alves, de 34 anos e residente em Paredes, era o condutor do camião cisterna e teve morte imediata. Devido ao impacto do choque, o corpo da vítima foi mesmo ‘cuspido’ do veículo, tendo sido encontrado a 30 metros do local do acidente. O outro camionista não sofreu qualquer ferimento.
“Depois de tanto tempo de seca começou a chover e o piso ficou bastante escorregadio. Além disso, a zona das Talhadas regista índices de humidade bastante elevados e o nevoeiro poderá ter estado na origem do despiste que precedeu o embate“, afirma ao CM o tenente José Machado da Brigada de Trânsito (BT) de Aveiro.
A agravar a situação terão estado também as obras que se efectuam naquele troço e que dificultam a visibilidade de quem conduz. “Os dois sentidos estão separados apenas por uma linha que apresenta várias curvas conforme o local que está a ser reparado. O condutor pode ter-se distraído e já não conseguiu evitar o despiste”, avança fonte da BT.
“O facto de ter sido o depósito de gasóleo a ser atingido minorou os riscos da fuga de combustível, já que se trata de uma substância menos inflamável que a gasolina”, explica o oficial José Machado,adiantando que, depois de ser retirada a vítima, os Bombeiros de Albergaria-a-Velha e de Sever do Vouga procederam à trasfega do restante combustível.
O trânsito esteve cortado nos dois sentidos, entre o Nó das Talhadas e o de Albergaria-a-Velha, mas ao início da tarde já se circulava com normalidade.
SEIS COLIDEM EM CADEIA NO IP3
A circulação rodoviária no IP3 esteve ontem interrompida mais de duas horas, na zona de Alto de Lamas, Oliveira do Mondego, devido a um choque em cadeia que envolveu seis viaturas ligeiras. Do acidente resultaram apenas danos materiais.
De acordo com um elemento do Centro Distrital de Operações de Socorro de Coimbra, a série de colisões deu-se pelas 08h55, no sentido Viseu-Coimbra, junto ao nó de acesso ao IC6. Na origem do acidente, segundo as autoridades, terá estado o possível excesso de velocidade, aliado ao facto do piso se encontrar bastante escorregadio.
Para remover os veículos sinistrados e evitar mais acidentes, a Brigada de Trânsito da GNR de Coimbra procedeu à interrupção do tráfego naquela zona, situação que se manteve até às 11h00. Ao local, além das autoridades policiais, acorreram dois elementos dos Bombeiros Voluntários de Penacova, com uma viatura. Segundo informações recolhidas pelo Correio da Manhã, o troço onde ocorreu o choque em cadeia é considerado um ponto negro no mapa da sinistralidade rodoviária.
Ver comentários