Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Choque violento mata emigrantes

A Operação Natal e Ano Novo da Brigada de Trânsito já está em marcha desde as 00h00 de hoje, de Norte a Sul, depois de o dia de ontem ter ficado marcado por mortes violentas na estrada. O acidente mais grave registou-se em Safurdão, Pinhel, na Guarda, quando um Mercedes se despistou, chocou contra uma rocha e voou 40 metros. Resultado: dois mortos e três feridos graves, um deles está em estado de coma, internado em Coimbra.
23 de Dezembro de 2008 às 00:30
O Mercedes onde seguiam cinco pessoas despistou-se em Pinhel, causando dois mortos
O Mercedes onde seguiam cinco pessoas despistou-se em Pinhel, causando dois mortos FOTO: Nuno André Ferreira

As vítimas mortais são dois emigrantes em França, que tinham chegado na véspera a Portugal para passar o Natal. Luís Ferreira, de 24 anos, natural de Vascoveiro, em Pinhel, e António Silva, natural de Povoa de Lanhoso e que pretendia fazer uma surpresa à família.

Entretanto, a operação da GNR só termina às 24h00 de 4 de Janeiro. Nas estradas de todo o País, cerca de 2300 militares da BT, Brigada Fiscal e Unidades Territoriais vão estar 'diariamente atentos e a fiscalizar a actuação dos condutores', adiantou ontem ao CM o porta-voz da BT, Major Lourenço da Silva.

O objectivo da habitual megaoperação, que se prolonga durante mais de uma semana, é garantir a segurança das estradas e evitar os excessos que normalmente os condutores cometem nesta quadra festiva, muitos dos quais emigrantes que regressam ao País para passar a quadra festiva com a família.

MULTAS NÃO VÃO A TRIBUNAL

A polémica está novamente lançada. Muitos dos processos de condutores, que não pagaram multas ou que se recusaram a entregar as cartas de condução, depois de terem sido proibidos de conduzir, não estão a ser enviados para os tribunais pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR). A situação já se vem a arrastar desde o início deste ano.

Segundo foi avançado ontem pelo jornal ‘Público’, o presidente do Sindicato dos Funcionários Judiciais, Fernando Jorge, garante que muitos dos colegas não conhecem qualquer processo enviado pela ANSR. A entidade nega, contudo, a situação e afirma que 'todos os processos em condições de serem enviados aos tribunais, para execução, estão a ser remetidos'.

O CM questionou Paulo Marques, presidente da ANSR, mas até ao fecho desta edição não obteve qualquer resposta.

CONSELHOS

VERIFICAR AUTOMÓVEL

Antes de viajar verifique o estado dos pneus, travões, direcção, suspensão, dispositivos de sinalização e focagem dos faróis e o estado de funcionamento dos limpa pára-brisas.

FACTORES NEGATIVOS

Fadiga, refeições pesadas, medicamentos e álcool são alguns dos factores que prejudicam a aptidão para conduzir.

PLANEAR A VIAGEM

As viagens devem ser planeadas e realizadas com a devida antecedência, para evitar pressas. Evite as horas de ponta.

"APELO AO BOM-SENSO DE TODOS OS CONDUTORES": Lourenço da Silva, Porta-voz da Brigada de Trânsito da GNR

Correio da Manhã – Quais vão ser os períodos críticos nas estradas durante esta quadra?

Lourenço da Silva – Começou por ser a tarde de hoje [ontem], já com muito tráfego na A1. Mas será também a manhã de amanhã, dia 24, até cerca das 13h00; a tarde de 28, dia em que muitos regressam a casa, e a noite da Passagem de Ano.

– Quais vão ser as estradas em que existirá por parte da BT um maior patrulhamento?

– No período do Natal, as estradas que vão ser mais fiscalizadas e em que existe uma maior probabilidade do aumento de tráfego são a A1, a A23, a A25 (antigo IP5), IP3, IP4, A3 e A4. Já na Passagem de Ano transferimos a atenção, para além da A1, para a A2, em direcção ao Sul, e todos os itinerários em direcção à zona costeira, pois é nessa área que se verifica uma maior concentração de pessoas.

– A que infracções vão estar mais atentas as autoridades?

– Vamos fiscalizar ao máximo os excessos de álcool, o consumo de estupefacientes, os excessos de velocidade e as manobras perigosas que todos os condutores venham a cometer.

– Que conselhos dá aos condutores que partem em viagem nesta altura?

– Primeiro, peço a todos que cumpram as regras do código da estrada. Depois, que planeiem as viagens com a devida antecedência para evitar as pressas. Sexta-feira já vi muitas famílias em viagem, por isso não espero nenhum monumental engarrafamento no dia 24 [amanhã] à saída de Lisboa. Até porque a rede viária está preparada para suportar todo o tráfego desta altura festiva. Peço também que estejam atentos às informações das rádios sobre o estado das vias.

– Quais os principais objectivos da BT nesta operação?

– O principal objectivo é que os níveis de sinistralidade rodoviária não disparem nesta altura. Apelo por isso ao bom-senso de todos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)