Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Cientistas do Minho criam ossos

Cientistas do Minho irão realizar testes com pacientes humanos até final do ano para a produção de ossos para posteriores implantes.
5 de Novembro de 2006 às 00:00
O chefe da investigação, Rui Gonçalves Reis, da Unidade de Investigação em Biomateriais, Materiais Biodegradáveis e Biomiméticos, em Braga, explicou que o objectivo da investigação, orçada em 50 mil euros, é a adopção de um processo de criação de ossos através do cultivo de células do paciente.
Rui Gonçalves explicou que os testes que terão agora início consistem na realização de uma biópsia ao paciente para lhe serem retiradas células estaminais da gordura ou da medula óssea para posterior criação de ossos em laboratório. O investigador adiantou que foram já realizados testes idênticos com animais.
A investigação denominada Smartscaff visa a produção de ossos artificiais a partir dos quais será possível criar suportes com propriedades de superfície ajustadas para a engenharia de tecidos dos ossos. No futuro tais estruturas serão transplantadas no paciente.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)