Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Cinco julgados por roubo de rotativa de jornal

O Tribunal de Ponte de Lima vai ouvir, a 16 de Junho, em processo sumário, cinco homens, suspeitos de vários furtos no concelho, nomeadamente uma rotativa de um jornal.
9 de Junho de 2011 às 10:53

Segundo fonte da GNR, citada pela agência Lusa, a detenção dos suspeitos decorreu na segunda-feira, ao final do dia, quando militares do Destacamento Territorial de Arcos de Valdevez interceptaram duas viaturas conduzidas por suspeitos do furto de metal.  

No interior de uma das viaturas, os militares encontraram "diverso material metálico", entre o qual "peças desmontadas pertencente de maquinaria industrial", explicou a fonte.  

Tratava-se de uma rotativa 500 quilogramas de uma empresa onde é impresso o centenário jornal semanário ‘Cardeal Saraiva’, de Ponte de Lima.  

"A rotativa foi recuperada mas está destruída. São prejuízos muito avultados", explicou o director do jornal, Avelino Castro.  
 
Presentes, na terça-feira, ao Tribunal, os cinco indivíduos, um de nacionalidade portuguesa e quatro espanhóis, com idades compreendidas entre os 16 e 56  anos de idade e todos residentes em Espanha, foram libertados.  

"Um funcionário judicial informou-me que não foi possível aceder ao cadastro dos detidos e daí terem sido libertados. Descobri, então, que este mundo de redes informáticas afinal não funciona em tempo útil para o que é necessário: Justiça, por exemplo", afirmou ainda o jornalista e director. 

O jornal sofreu perturbações na edição desta semana e Avelino Castro diz não compreender a libertação dos assaltantes, até "porque pelo menos um deles", terá sido identificado num assalto a uma residência próxima da gráfica, na freguesia de Estorãos, Ponte de Lima.  
 
"É do conhecimento das autoridades que já pendiam sobre ele sete crimes de furto e dois por violência doméstica", afirma o director daquele órgão, que duvida que seja feita Justiça neste caso  

"Quem espera que, no dia 16 de Junho, cinco indivíduos que foram detidos pela GNR venham a Ponte de Lima ouvir uma condenação? Não virão, com certeza. Terão outros 'trabalhos' para fazer", ironizou.  

roubo furto jornal ponte de lima
Ver comentários