Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Cineasta atacado com tijolo

O cineasta José Fonseca e Costa foi ontem atacado por um dos trabalhadores que estão a transformar o Convento dos Inglesinhos, um monumento do século XVII, num condomínio de luxo.
11 de Julho de 2006 às 00:00
Morador no Bairro Alto, Fonseca e Costa tem dado a cara em protesto contra o projecto que ali vai nascer. Ontem, preparava-se para fotografar a última árvore a ser derrubada quando um dos trabalhadores o recebeu de tijolo na mão. Saiu ileso, mas “por acaso”.
“Não tenho dúvidas de que foi de propósito”, referiu em declarações ao CM, descrevendo a situação: “O homem estava com uma serra na mão a cortar a árvore e disse-me que não tinha o direito de o fotografar. Expliquei-lhe que não o estava a fotografar, mas sim o que ele estava a fazer e atirou-me com um tijolo. Só por acaso não me acertou.”
QUEM MANDA AQUI
Mas não foi o objecto que lhe caiu aos pés, que mais o indignou: “Não vou processar um infeliz que está a ser mal pago para fazer um trabalho sujo” disse, classificando de “trabalho sujo” o derrube de uma arvores sã, com cerca de 80 anos.
Mais do que a atitude do trabalhador, Fonseca e Costa critica os autores do projecto. “Quem manda nesta rua é o grupo Amorim. A Polícia está ali e não faz nada, os fiscais da câmara assobiam para o lado. Parece que estamos no Faroeste.”
A contestação ao projecto de construção de três conjuntos residenciais de luxo, com 30 fogos, já se arrasta há vários anos. Manifestações de protesto, vigílias e pedidos de intervenção judicial não têm ajudado os moradores do Bairro Alto a preservar o convento. “Comeaçaram a deitar abaixo as árvores na sexta-feira e já destruíram metade do quintal”, disse o cineasta.
OBRAS POLÉMICAS
TRIBUNAIS
O Tribunal Administrativo e Fiscal de Lisboa já rejeitou uma providência cautelar interposta por José Sá Fernandes contra a construção do condomínio no Convento dos Inglesinhos.
CHAMINÉ RUIU
Em Dezembro do ano passado a base da chaminé do edifício central do convento e o muro que dá para a Calçada do Cabra, no Bairro Alto, ruíram.
ENCERRADO
O Convento dos Inglesinhos é um monumento do século XVII que se encontra fechado há vários anos.
MANTER A TRAÇA
No auto de vistoria da autarquia de Lisboa, que introduz as condições do alvará de construção, é referida a manutenção do desenho do telhado, com águas furtadas e telha de canudo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)