Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Cluny diz que cheira a podre

O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público divulgou ontem um editorial onde – em alusão a recentes intervenções polémicas no sector judiciário – diz que “os mais responsáveis, parecem, ultimamente, ser movidos apenas por um incontrolável desejo de protagonismo fácil”.
12 de Fevereiro de 2008 às 00:30
“Sente-se já e demasiado forte, na nossa sociedade, um cheiro a podre”, lê-se no comunicado do Sindicato, presidido por António Cluny, que considera que este “ruído em torno da Justiça” desvia a atenção dos verdadeiros problemas. O Sindicato não desresponsabiliza também “alguns” magistrados e advogados, afirmando que “muitos” são os que “já têm ou pretendem ter um pé fora das profissões jurídicas” e aguardam “por um lugar noutros postos mais proveitosos”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)