Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Coberturas com amianto preocupam escola

A Associação de Pais da Escola Básica 2/3 D. João II, das Caldas da Rainha, exigiu ontem a retirada das coberturas de fibrocimento (aglomerado de amianto e cimento) dos corredores de acesso às salas, devido ao risco de queda eminente de pedaços da estrutura dos telheiros, colocando os alunos em contacto com amianto.
29 de Janeiro de 2008 às 00:30
Segundo Ana Dias, presidente da associação, os telheiros apresentam “um aspecto péssimo” e estão “a partir-se”, configurando “um risco de perigosidade muito grande”.
A escola está a receber obras de requalificação, que contemplam cinco blocos, o ginásio e o polivalente, mas a intervenção nas coberturas de acesso às salas foi “retirada da primeira fase dos trabalhos”, lamenta Ana Dias.
Ina Vasques, vice-presidente da associação de pais, explica que “durante as férias da Páscoa vão ser retirados os telhados de fibrocimento e colocados de imediato novos, mas não estão incluídas as coberturas de fibrocimento nos corredores de acesso às salas de aula, como estava previsto para a primeira fase da obra”.
A pedido da escola, um laboratório de controlo de fibras produziu um relatório em 2005, segundo o qual “o fibrocimento não constituía perigo para a saúde pública por mais três anos”. “Agora, a substituição foi transferida para a segunda fase da obra, que ainda não está adjudicada, e que deverá ter lugar depois de Junho de 2009”, lamentam as representantes dos pais.
As obras em curso na escola, que tem 900 alunos, vão demorar 18 meses e estão orçadas em três milhões de euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)