Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Cocktail mata dois emigrantes

Bruno Almeida e Gonçalo Brito terão sido envenenados com bebida alcoólica adulterada.
Cátia Vicente 25 de Fevereiro de 2015 às 12:16
Um dos mortos, Bruno Almeida, de 34 anos, era natural de Soure.
Um dos mortos, Bruno Almeida, de 34 anos, era natural de Soure. FOTO: DR

Uma bebida alcoólica caseira adulterada, conhecida por pombe, poderá ter estado na origem da morte de dois portugueses em Cuamba ,província de Niassa, Moçambique, depois de terem ingerido a mesma num bar na madrugada de 14 de fevereiro. Só em janeiro, a bebida terá sido responsável pela morte de mais de 70 pessoas naquele país.

Bruno Almeida, de 34 anos, natural de Soure, e Gonçalo Brito, cuja idade não foi possível apurar, estavam num bar local quando tudo aconteceu. Bruno foi encontrado sem vida e Gonçalo, que viria a morrer uma semana depois no Hospital de Cuamba, estava "inconsciente e em estado de choque", diz um jornal local. Os portugueses trabalhavam para a Mota-Engil e estavam com um grupo de colegas a divertir-se. Segundo a mesma fonte, consumiram "álcool e drogas, o que causou brigas". "O que sabemos é que foi intoxicação, mas ainda não se sabe de quê", escreve no Facebook uma tia de Bruno Almeida.

As autoridades estão a investigar e a tentar localizar a viatura utilizada pelas duas vítimas, que desapareceu na mesma noite. 

Ver comentários