Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

COLECTIVIDADES JÁ ESCOLHERAM DIRIGENTES

O primeiro presidente da Associação das Colectividades do Concelho de Lisboa (ACCL) foi ontem eleito. Fernando Alves liderava a Lista A, que obteve 92 votos contra 28 obtidos pela lista B, cujo candidato a presidente da direcção era Carlos ‘Español’.
20 de Outubro de 2002 às 00:02
Segundo revelou ao CM o presidente da Mesa da Assembleia, Joaquim Pinho, “votaram, no total, 122 colectividades, ou seja, 38,5% das 317 que tinham direito a fazê-lo, tendo-se apurado o seguinte resultado: Lista A, 92 votos; Lista B, 28; votos nulos, 2. Não foi registado qualquer voto em branco, numa assembleia que decorreu da melhor forma.”

Consumado este acto eleitoral, realizado, entre as 10h30 e as 18h00 de ontem, no Mercado da Ribeira, em Lisboa, resulta daqui a primeira equipa dirigente da ACCL, que foi formalmente constituída em Abril último e que deverá ficar à frente do organismo no triénio 2002-2005.

ACTO MUITO CONCORRIDO

A afluência às urnas foi considerada “espectacular” e, como curiosidade diga-se que a centésima colectividade a votar fê-lo às 16h45, como testemunhou o nosso jornal.

A partir de amanhã, Fernando Alves terá de pedir uma reunião urgente com a Câmara de Lisboa para negociar a verba destinada às colectividades para este ano, cujo valor se estima possa rondar um milhão de euros.

A primeira acção a empreender será a criação das condições para a instalação da sede social do organismo, tarefa para a qual a Associação necessita dos contributos da câmara lisboeta e do Governo Civil.

Depois, os novos dirigentes terão de tentar resolver as questões que mais as afligem: obtenção de incentivos para a modernização administrativa dos clubes, a abolição da lei do IVA para as agremiações sem fins lucrativos e a revisão do estatuto de utilidade pública.

“VAMOS FORTALECER O ASSOCIATIVISMO”

“Estou muito satisfeito com a vitória alcançada pela Lista A, pelo expressivo resultado verificado e pela forma como decorreu o acto eleitoral” disse ao CM Fernando Alves, de 49 anos, empresário, momentos após a divulgação dos resultados que fazem dele o primeiro presidente da Direcção da ACCL.

Embora tenha confessado que “enquanto não se conhecia o resultado a adrenalina veio ao de cima”, Fernado Alves assegurou que “estava confiante na vitória e os números da esmagadora vitória só confirmam que os dirigentes associativos confiam nas nossas propostas e, sobretudo, no nosso trabalho, ao invés de darem ouvidos àqueles que nos consideravam uma lista partidária.”

Quanto ao futuro próximo, o primerio eleito para comandar os destinos da ACCL disse ir “aguardar, serenamente, que passem os próximos dois dias, abertos a qualquer contestação do acto eleitoral”, e “depois demonstraremos que, dentro das nossas capacidades, tudo faremos para fortalecer o associativismo na cidade.”

“Vamos trabalhar para a dignificação das colectividades, dos seus dirigentes e transmitir uma maior pujança às suas organizações”, concluiu Fernando Alves.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)