Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Colisão fere sete em autocarro

Um autocarro da empresa Lisboa-Transportes (LT) e um automóvel chocaram ontem, à hora de almoço, perto da estação da CP de Monte Abraão, Sintra. Após a colisão, o pesado de passageiros terá ficado sem travões e foi colidir contra um muro. O condutor e os seis passageiros do autocarro ficaram feridos. O estado de um dos sinistrados inspira mais cuidados, devido a ferimentos no tórax.
28 de Abril de 2007 às 00:00
O acidente de ontem no Monte Abraão provocou sete feridos: o motorista e passageiros do autocarro
O acidente de ontem no Monte Abraão provocou sete feridos: o motorista e passageiros do autocarro FOTO: Mariline Alves
O acidente ocorreu pelas 13h00. O autocarro da LT, com o número 131, iniciou o seu percurso na zona dos Quatro Caminhos, em Queluz, e tinha como destino o parque rodoviário da estação da CP de Monte Abraão.
No momento em que ia a descer a rua de Timor, prestes a chegar ao final do seu percurso, o condutor do autocarro teve de fazer uma mudança de direcção à esquerda.
Bruno Calvo vinha a subir a mesma artéria, ao volante do seu Fiat Punto. O choque foi inevitável.
“Não me apercebi de muito. Sei que vinha a 50 km/hora e não consegui evitar a colisão”, recordou o condutor, que saiu ileso do acidente.
O autocarro terá, segundo apurou o CM, ficado momentaneamente sem sistema de travões e o motorista não conseguiu evitar a colisão com um muro.
Os comandos das corporações de bombeiros de Queluz e Barcarena enviaram de imediato ao local 16 homens e seis viaturas. Foi necessário forçar as duas portas de entrada no autocarro para retirar os feridos.
“Além do motorista, foram retirados dois passageiros e quatro passageiras. Apenas um homem inspira mais cuidados, uma vez que aparentava um traumatismo na zona torácica”, disse ao CM António Neves, 2.º comandante dos Bombeiros de Queluz. Todos os feridos foram transportados, para tratamento, ao Hospital Amadora-Sintra. A PSP investiga.
PORMENORES
SINALIZAÇÃO
Alguns populares residentes em Monte Abraão disseram ao CM que são frequentes os desrespeitos pela sinalização de trânsito no local onde ontem ocorreu a colisão entre o autocarro e o automóvel. “No sentido ascendente da rua de Timor há um sinal de perda de prioridade, que poucas pessoas respeitam”, exemplificou um popular.
INVESTIGAÇÃO
A esquadra de trânsito da PSP de Queluz iniciou ontem a investigação ao acidente. Uma brigada de agentes, formados na recolha e análise de indícios e provas, deslocou-se à rua de Timor, tendo analisado os destroços das duas viaturas. “Foram recolhidas peças dos dois veículos que se soltaram no momento da colisão, analisadas as marcas da travagem e feitos os devidos testes aos dois condutores. Os dados apurados serão agora compilados e passarão à fase de inquérito”, disse ao CM fonte policial.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)