Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Com 12 e 13 anos assaltavam casas

Um casal, ele com 12 anos e ela com 13, foi interceptado por agentes da Divisão de Investigação Criminal (DIC) da PSP do Porto, por suspeita de andar a furtar no interior de residências.
17 de Janeiro de 2009 às 00:30
Os suspeitos circulavam pela avenida de França, à Boavista, com ferramentas para arrombamentos
Os suspeitos circulavam pela avenida de França, à Boavista, com ferramentas para arrombamentos FOTO: Gisela Caridade

Os menores, de nacionalidade croata, foram entregues ao Tribunal de Menores que os enviou para dois centros educativos nortenhos.

No momento em que foi abordado pela Polícia, o jovem casal transportava consigo chaves de fendas, uma chave inglesa entre outros objectos geralmente usados para arrombar portas.

As autoridades estão convencidas de que os menores integram uma rede de assaltantes, que age de modo muito profissional nos furtos, pois os seus elementos apoderam-se essencialmente de dinheiro, ouro e relógios, deixando as residências discretamente. Alguns furtos só são notados pelos proprietários dias depois do assalto.

A PSP, que nas últimas semanas interceptou ou deteve mais de duas dezenas de suspeitos por furtos no interior de residências, apela aos cidadãos para tomarem precauções mais rigorosas na protecção das residências, no mínimo fechando as portas à chave, já que têm sido sinalizadas muitas intrusões com simples recurso ao cartão plástico. No Grande Porto, nomeadamente as zonas urbanas da cidade – mas também Matosinhos e Gaia –, as moradias e apartamentos pertencentes a famílias aparentemente endinheiradas, são alvo de maior risco.

A dificuldade na identificação dos assaltantes é aumentada pelo facto de não terem residência fixa. A DIC da PSP do Porto prossegue as investigações.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)